Sexta, 21 de Junho de 2024 (42)99838-3791
Paraná Frio chegando

Proteja-se contra as doenças típicas do inverno

Gripes, resfriados e até pneumonia podem ser evitados com vacinação e outros cuidados. Confira dicas!

16/06/2023 13h37
Por: Redação Fonte: Das assessorias
Divulgação
Divulgação

Alguns cuidados devem ser tomados para se blindar de vírus e infecções e tentar passar imune durantes o período de outono e inverno. Gripes, resfriados, sinusites, rinites, pneumonia e outras doenças respiratórias são comuns por conta das baixas temperaturas, clima frio, tempo chuvoso e umidade típicos dessas estações do ano.

Anualmente, mais de 600 mil internações por pneumonia e influenza são registradas segundo o Sistema Único de Saúde (SUS). Reforçar a imunidade com alimentação balanceada, noites bem dormidas e hidratação, evitar aglomerações em ambientes fechados, higienizar constantemente as mãos e vacinar-se contra as principais viroses de inverno são algumas recomendações para ajudar a passar pelos meses mais frios e úmidos do ano.

“Manter a vacinação em dia é fundamental, pois elas têm uma altíssima eficácia, e mesmo na ocorrência de infecção, os sintomas são geralmente atenuados, evitando complicações mais graves”, afirma Mauro Scharf, diretor médico da Unimed Laboratório, um dos mais renomados laboratórios de análises clínicas de Curitiba e Região Metropolitana.

A mais procurada nos meses de outono e inverno é a vacina contra a influenza. A vacina tetravalente atua conta as cepas H1N1, H3N2, B (YAMAGATA) e B (VICTORIA). Segundo Scharf, a vacina contra gripe e influenza pode ser aplicada em qualquer pessoa e em bebês após os 6 meses de idade, mas alerta que não deve ser aplicada se estiver com algum sintoma gripal - principalmente febre.

Cuidado com a pneumonia!

O número de casos da doença costuma aumentar no período de inverno e é recomendado ter mais atenção aos sintomas, pois são muito parecidos com os da gripe.

A pneumonia é uma doença inflamatória aguda que acomete os pulmões e pode ser provocada por bactérias (pneumonia bacteriana), vírus (pneumonia viral), fungos (pneumonia fúngica) ou pela inalação de alimentos, líquidos ou outras substâncias para os pulmões, levando a uma infecção (pneumonia aspirativa). O sintoma clássico é a dificuldade de respiração e febre alta (acima de 37,5° C), mas deve-se ficar atento também à dificuldade para respirar, dor no tórax e tosse seca ou com catarro de cor amarelada ou esverdeada.

Imunização é fundamental

A Unimed Laboratório aplica diversas vacinas, incluindo as da pneumonia e da influenza. Confira a lista de vacinas disponíveis no site https://www.unimedlab.com.br/vacinas/ e proteja-se das gripes, resfriados e possíveis complicações.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.