Quinta, 23 de Maio de 2024
23°

Tempo limpo

Ponta Grossa, PR

Dólar
R$ 5,16
Euro
R$ 5,57
Peso Arg.
R$ 0,01
Ponta Grossa Prioridade

Ponta Grossa oferece prioridade no atendimento para pacientes com fibromialgia

Projeto de Lei 228/2022, do vereador Geraldo Stocco (PV) que garante documentação especial a pacientes com fibromialgia foi aprovado nesta segunda-feira (03)

04/10/2022 às 16h05
Por: Redação Fonte: Divulgação/Assessorias
Compartilhe:
Divulgação
Divulgação

Com a definição, esses pacientes poderão solicitar a carteira de identificação especial para garantir prioridade nos atendimentos nas áreas de saúde, educação e assistência social. De acordo com o autor do PL, vereador Geraldo Stocco (PV) o objetivo é que os pacientes com fibromialgia recebam atenção integral com a Carteira de Identificação da Pessoa com Fibromialgia – CIPF em mãos. “Agora, com essa aprovação, esses pacientes devem ser atendidos com prioridade no pronto atendimento dos serviços públicos e privados. É uma vitória poder dar a eles esse benefício de direito e que tanto necessitam para não enfrentarem filas e demora nos atendimentos”, relata.

A CIPF, que terá validade de 5 (cinco) anos, será expedida pela Assistência Social mediante requerimento, acompanhado de relatório médico, com indicação do Código da Classificação Estatística Internacional de Doenças e Problemas Relacionados à Saúde (CID), e deverá conter diversas informações pessoais e médicas.

Sobre a fibromialgia

A síndrome da fibromialgia (FM) é uma síndrome clínica que se manifesta com dor no corpo todo, principalmente na musculatura., causando sensibilidade ao toque, fadiga (cansaço), sono não reparador (a pessoa acorda cansada) e outros sintomas como alterações de memória e atenção, ansiedade, depressão e alterações intestinais. Causada por eventos graves na vida de uma pessoa, como um trauma físico, psicológico ou mesmo uma infecção grave. 

Segundo a Sociedade Brasileira de Reumatologia, o problema atinge 2,5% da população mundial. Estima-se que cerca de 5 milhões de pessoas no Brasil tem fibromialgia, com predomínio feminino, principalmente na faixa entre os 30 e 60 anos.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários