Sexta, 21 de Junho de 2024 (42)99838-3791
Diversão & Arte Covid-19:

Telêmaco Borba inicia a imunização com a vacina SpikeVax

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) comunica o início da vacinação com o novo imunobiológico de prevenção contra a Covid. As aplicações estão sendo realizadas nas salas de vacinação de todas as 17 Unidades Básicas de Saúde (UBSs)

23/05/2024 11h46
Por: Redação Fonte: Prefeitura de Telêmaco Borba
Divulgação
Divulgação

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) comunica o início da vacinação com o novo imunobiológico de prevenção contra a Covid. As aplicações estão sendo realizadas nas salas de vacinação de todas as 17 Unidades Básicas de Saúde (UBSs).

A nova vacina se chama SpikeVax - monovalente XBB - e protege contra a variante mais atual do coronavírus (e suas sublinhagens). Ela tem uma nova fabricante, a Moderna, e está indicada para imunização ativa em crianças a partir de seis meses de idade, e em adultos. Como outros imunizantes, a solução injetável tem aplicação intramuscular.

QUEM DEVE TOMAR

Permanece a recomendação da vacinação periódica para os grupos prioritários de maior risco, conforme abaixo:

- Semestral para: gestantes e puérperas, pessoas imunocomprometidas (com mais de cinco anos) e idosos (com mais de 60 anos);

- Anual para: trabalhadores da saúde, indígenas, ribeirinhos, quilombolas, pessoas com deficiência permanente e pessoas com comorbidades (mais de cinco anos), pessoas vivendo em instituições de longa permanência (e seus trabalhadores), pessoas privadas de liberdade (mais de 18 anos), adolescentes e jovens cumprindo medidas socioeducativas (mais de 12 anos) e pessoas em situação de rua.

Isso significa que os telemaco-borbenses desses grupos podem tomar a nova vacina, basta procurar a sua UBS de referência. Neste momento, não é recomendada a vacinação da população geral que não está contemplada nestes grupos prioritários.

ATENÇÃO

Para a população pertencente aos grupos prioritários (a partir dos cinco anos de idade) o intervalo mínimo recomendado entre a última dose de qualquer vacina anterior contra Covid e a nova vacina é de três meses. Veja a recomendação para cada caso:

- Pessoas não vacinadas deverão receber uma dose da nova vacina contra Covid;

- Pessoas que receberam apenas uma dose de qualquer vacina anterior deverão receber uma dose da nova vacina contra Covid;

- Pessoas que receberam duas doses ou mais de qualquer vacina anterior deverão receber uma dose da nova vacina contra Covid em 2024. Se forem pessoas com 60 anos ou mais, gestantes/puérperas ou imunocomprometidos, deverão receber duas doses neste ano, com intervalo mínimo de seis meses entre elas

Para crianças de 6 meses a 11 anos, 11 meses e 29 dias a dose é de 0,25 ml e o esquema primário de vacinação é de duas doses. Para pessoas a partir de 12 anos, a dose recomendada é de 0,5 ml. O número de doses irá depender se há esquema prévio de vacinação, se o indivíduo é não vacinado ou se possui imunocomprometimento, conforme Informe Técnico que o Município já recebeu.

Ele tem também a atualização de orientações quanto aos procedimentos de armazenamento e aplicação a serem adotados, enviada pelo departamento do Programa Nacional de Imunizações (DPNI). A equipe de enfermagem e técnicos da saúde municipal recebeu um treinamento antes da aplicação na população, na última semana.

IMPORTANTE

A SpikeVax pode ser administrada simultaneamente com outras vacinas para adultos, adolescentes e crianças, exceto a vacina contra a Dengue. Ela foi liberada para distribuição após análise do Instituto Nacional de Controle de Qualidade em Saúde (INCQS), recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS) e aprovação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

CAMPANHA 2024

De acordo com o Ministério da Saúde, a troca da vacina se deu com base nas evidências da necessidade de atualização da composição da vacina contra a Covid para garantir a proteção da população, o que é um processo usual quando se trata de imunizantes. Sendo assim, em 2024 a campanha tem a inclusão da nova vacina na estratégia de vacinação contra Covid, pois apesar da redução das notificações de casos e início de um declínio expressivo dos óbitos no país, ainda assim a doença tem alta morbimortalidade e medidas para mitigar os riscos seguem sendo de extrema importância.

Com a mudança do imunizante a orientação da Sesa é que a Vigilância em Saúde recolha e armazene as vacinas Pfizer Baby, Pfizer Pediátrica, Pfizer Bivalente e  CoronaVac. Ou seja, elas não estarão mais disponíveis para aplicação na população, até novas orientações. A partir de agora, a única vacina contra Covid que deverá ser utilizada é a SpikeVax. Isso vale inclusive para as ações “extra muros” em andamento como a vacinação nas escolas e no sistema prisional.

A vacina é a principal forma de prevenção e evita a forma mais grave da Covid, então não deixe de se vacinar.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.