Domingo, 26 de Maio de 2024
11°

Chuvas esparsas

Ponta Grossa, PR

Dólar
R$ 5,17
Euro
R$ 5,61
Peso Arg.
R$ 0,01
Bem-estar Saúde masculina

Tratamento inovador para próstata chega ao Brasil

O urologista Carlo Passerotti pioneiro em cirurgia robótica é também o primeiro a realizar o tratamento para hiperplasia, que diminui o risco de ejaculação retrograda

16/05/2024 às 17h01
Por: Redação Fonte: Das assessorias
Compartilhe:
Reprodução/Pixabay
Reprodução/Pixabay

A hiperplasia prostática se caracteriza pelo aumento da próstata. Esse crescimento faz com que o paciente tenha dificuldade e diminuição do jato, tenha que sair rápido para ir ao banheiro e às vezes sente que não esvaziou tudo ao urinar, além de acordar bastante à noite. Se não for tratada, pode causar problemas na bexiga ou nos rins.

Um tratamento inovador para hiperplasia prostática benigna

‌A técnica foi demonstrada recente na Costa Rica, na América Central e atualmente, poucos urologistas são certificados para realizar esse procedimento. O procedimento é feito em ambulatório e o paciente é liberado no mesmo dia. “Nós fazemos o procedimento a partir do canal no pênis do paciente e injetamos vapor de água quente na próstata. Com isso, a próstata murcha e acaba regredindo as células e diminuindo a obstrução”, explica o dr. Carlo.

‌Procedimento diminui efeitos colaterais

Os efeitos colaterais com os tratamentos usados até agora, diminuem muito com essa nova técnica. Sintomas como incontinência urinária, impotência e, principalmente, a ejaculação retrograda. A ejaculação que invés de sair o líquido para fora, acaba indo para a bexiga. “É um procedimento relativamente simples que pode auxiliar os pacientes com hiperplasia a ter uma melhora na qualidade de vida sem causar os efeitos colaterais comuns tanto com uso dos remédios, quanto com os procedimentos que já existem”, finaliza o médico.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários