Terça, 18 de Janeiro de 2022
25°

Pancada de chuva

Ponta Grossa - PR

Ponta Grossa Pioneirismo

Desenvolvimento e inovação marcam a história da Princesa dos Campos

Em entrevista ao comVc portal, o presidente Gilson Barreto, destaca o pioneirismo da transportadora ao longo dos 87 anos de sua história

31/10/2021 às 11h08 Atualizada em 06/11/2021 às 10h37
Por: Cícero Goytacaz
Compartilhe:
Divulgação
Divulgação

Fundada em 1934, a Princesa dos Campos precisou enfrentar, no início de sua história, a falta de infraestrutura e a escassa tecnologia disponível. Em entrevista ao comVc portal, o presidente da companhia, Gilson Barreto, conta que na época foi preciso abrir muitos caminhos para os veículos levarem os passageiros de um lugar ao outro e que, com o tempo, isso contribuiu com a formação de estradas e com o desenvolvimento de muitas cidades do Paraná.

“A Princesa dos Campos começou com apenas uma linha de viagem, depois passou a ter mais linhas, desbravou muitos modelos de ônibus, ajudou a desenvolver modelos de ônibus. Nesses 87 anos, ela sempre foi pioneira”, destaca Barreto. O caminho percorrido até chegar entre as grandes empresas brasileiras de transporte passou pela evolução dos veículos, de sua estrutura e de suas frentes de trabalho.

Além do transporte de passageiros, a companhia atua também no transporte de cargas, desde o fim da década de 1980. “Dentro do transporte que levava passageiros, começou a levar um pouco de encomendas e isso foi tomando volume até que, há 36 anos, criamos nossa operação própria de cargas. Temos uma transportadora que atende de São Paulo até Santa Catarina e hoje já são mais de 500 veículos na rua só fazendo entregas”, detalha Barreto. “Nosso orgulho é que no meio da pandemia, onde todo mundo estava parando, a gente manteve o pé firme e conseguimos ajudar os mercados a serem abastecidos e auxiliar a população a poder ter suas necessidades atendidas”, acrescenta.

Após mais de oito décadas de atividade, a Princesa dos Campos segue em constante inovação, com iniciativas modernas de trabalho e projeções de um futuro promissor, capaz de lidar com as crises atuais do mundo. “A gente espera crescer em 2022: em encomendas, pelo menos em 15%; em passagens, estamos aguardando a conclusão deste final de ano para ter um novo cenário e poder traçar o crescimento do ano que vem”, conta. “O cenário ainda está muito instável, houveram momentos este ano em que esperávamos um movimento que não veio, em outros teve mais do que contávamos, depende muito das condições para que isso aconteça”, admite. 

Gilson destaca que com a melhores nos indicadores de mortes e internações em decorrência da Covid-19, a expectativa é de reabertura do turismo e subida nos índices de transporte de passageiros. “Esperamos uma retomada no transporte de passageiros no ano que vem e alcançar a casa de 20% de crescimento nas viagens, em relação a 2021”, projeta o presidente.

Pioneirismo na atuação de veículos elétricos

Recentemente, a Princesa dos Campos se tornou a primeira empresa realizar o transporte intermunicipal de passageiros em um ônibus elétrico. Segundo Barreto, foi apenas um primeiro teste, mas que abriu o mercado para as iniciativas com veículos elétricos. “Isso para nós é um pioneirismo, por mais que a gente ainda não tenha adquirido, porque ainda falta uma questão tecnológica para poder atender, mas que a gente abriu caminho para o mercado e, com muito orgulho, daqui a pouco poder ver os municípios tendo seus transportes feitos com ônibus elétricos, sabendo que a Princesa foi uma das primeiras empresas a colaborar com os estudos e com os testes”, comenta Barreto, acrescentando que, neste mês de outubro, foram realizados os primeiros testes com veículos elétricos também no transporte de cargas.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.