Quinta, 13 de Junho de 2024 (42)99838-3791
Campos Gerais E agora?

Novo edital reacende discussão sobre o transporte coletivo em Ponta Grossa

Empresa concessionária atende a cidade há mais de 30 anos; população reclama do serviço

05/06/2024 15h25 Atualizada há 1 semana
Por: Redação
Foto: Divulgação/PMPG
Foto: Divulgação/PMPG

A abertura do novo processo de licitação do transporte coletivo de Ponta Grossa acendeu a discussão sobre a qualidade do serviço ofertado. Há mais de 30 anos, pelo menos, a Viação Campos Gerais é a empresa concessionária do transporte na cidade. Entre renovações e outros acordos, a empresa deteve o monopólio do serviço oferecendo melhorias não suficientes para atender a demanda na maior cidade dos Campos Gerais.

Nesta quarta-feira(5), a prefeita Elizabeth Schmidt fará a abertura oficial do novo processo de licitação que escolherá a nova empresa pelos próximos 20 anos. A expectativa é que haja, enfim, melhoria no serviço considerado ruim ou péssimo por parte da população.

Nos últimos anos, a Viação Campos Gerais alegou sérios problemas financeiros, pedindo à prefeitura repasses milionários, um deles na casa dos R$ 277,8 milhões,  para saldar seus compromissos sob alegação de "reequilíbrio tarifário". Em contrapartida, a empresa enxugou o quadro de funcionários, realizando demissões, diminuindo o número de trocadores e oferecendo poucas soluções práticas aos problemas recorrentes no transporte coletivo.

Críticas

O monopólio sempre foi criticado pelos munícipes. A ausência de mais empresas na prestação do serviço sempre foi vista de forma negativa pelos usuários. Os longos contratos também sempre geraram comentários depreciativos em relação ao transporte.

Nas redes sociais, as manifestações envolvendo a empresa sempre acabam sendo negativas, expressando a insatisfação da população. O pontagrossense Jeferson Silveira declarou ao comVc seu pensamento: "Fico indignado com essa empresa", disse. Outra manifestação destacou que a frota atual é insuficiente para a demanda de usuários. "Tem que aumentar a frota, ainda mais no horário de pico. Ônibus lotado e ainda os cobradores pedem pra gente se espremer ainda mais, está desumano", protestou outra usuária insatisfeita com o transporte coletivo de PG. "Muito boa a iniciativa, tirando metade dos ônibus de circulação", manifestou outro usuário.

Contrato Prorrogado

O vereador Geraldo Stocco (PV), disse em uma sessão da câmara que sua preocupação, na época, sua preocupação com a prorrogação do contrato da empresa: "Votamos pelo subsídio com a promessa de que ele seria temporário, o tempo necessário para uma nova licitação. E hoje estamos aqui aguardando o novo contrato e vendo a prorrogação durar muito mais do que o previsto", declarou o vereador naquela época.

Na tentativa de melhorar a sua imagem, a empresa tem investido em ações de marketing para reduzir a rejeição entre seus usuários. Uma delas foi o lançamento de um álbum de figurinhas comemorativo, com fotos históricas da frota da empresa. Recebido com bastante aceitação entre os busólogos, os usuários do sistema de transporte coletivo também se usaram das redes sociais para criticar a ação. 

O novo edital que deve ser lançado na tarde desta quarta trará consigo uma discussão antiga e certamente será conferido passo a passo pelos seus reais interessados: os usuários. Tudo o que eles pedem é embarcar e viajar com segurança e conforto, sem a sensação de que pagam caro por isso.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.