Terça, 16 de Abril de 2024
21°

Chuva

Ponta Grossa, PR

Dólar
R$ 5,28
Euro
R$ 5,61
Peso Arg.
R$ 0,01
Bem-estar Alerta

Maior incidência de focos de dengue está nas residências

A Secretaria Municipal da Saúde (SMS) alerta a população para o aumento no número de casos de dengue Telêmaco Borba e pede a conscientização da população para eliminar criadouros do mosquito Aedes aegypti, transmissor da doença

01/03/2024 às 09h03
Por: Redação Fonte: Prefeitura de Telêmaco Borba
Compartilhe:
Divulgação
Divulgação

A Secretaria Municipal da Saúde (SMS) alerta a população para o aumento no número de casos de dengue Telêmaco Borba e pede a conscientização da população para eliminar criadouros do mosquito Aedes aegypti, transmissor da doença.

A equipe de endemias alerta que a maioria das larvas e focos são encontrados dentro das residências. Em análise de 49 amostras de larvas coletadas em uma rua do bairro Socomin, onde existe casos suspeitos, observou-se 47 foram encontradas nas residências, e apenas duas em terrenos baldios.

Dentre os locais onde as larvas foram encontradas destacam-se:

- Pote de água do cachorro

- Buraco na calçada

- Vaso sanitário

- Tambor de armazenamento de água da chuva

- Pneus

O Aedes aegypti tem por hábito ficar próximo de seu criadouro, portanto, ao verificar a presença desse mosquito em sua residência, faça uma vistoria e reforce as medidas as medidas de controle para evitar sua proliferação.

O último Boletim Epidemiológico aponta 71 casos confirmados da doença na cidade e mais de 150 casos em investigação.

De acordo com a Linda Mara, da Vigilância Ambiental, a conscientização e colaboração da população é fundamental para o controle da doença. “Telêmaco Borba possui cerca de 41 mil imóveis cadastrados, portanto, é humanamente impossível como que os agentes de saúde possam estar nessas casas pelo menos uma vez por semana, todos temos que fazer a nossa parte”, alerta.

Para garantir a sua saúde e a de sua família, é necessário fazer uma ação semanal de apenas 10 minutos seguindo um checklist, eliminando os locais de água parada. “A orientação é que o trabalho deve ser feito semanalmente já que este é o período que o Aedes aegypti precisa para se desenvolver até a fase de mosquito”, orienta Kátia Alves, chefe da Seção de Vigilância Sanitária.

O checklist pode ser obtido no link: http://www.telemacoborba.pr.gov.br/imprensa/noticias/saude/18552-saude-disponibiliza-checklist-online-para-prevencao-e-cuidados-contra-a-dengue.html .

MEDIDAS DE CONTROLE

Para controlar o Aedes aegypti, é necessário atenção aos recipientes ou locais que possam acumular água. Para isso, é importante realizar a remoção, adequação ou tratamento desses recipientes, conforme exemplos abaixo:

- Vasos de plantas: Manter os pratos ajustados ao vaso (justaposto), furar o fundo do prato ou então encher o prato com areia até a borda.

- Caixas d’água e reservatórios: Manter sempre tampados adequadamente ou telar com rede de malha fina, quando não for possível tampar. Instalar tela de malha fina inclusive na saída do ladrão.

- Garrafas retornáveis: Manter sempre emborcadas ou tampadas.

 - Recicláveis, como tampas, potes, garrafas, lonas, entre outros: Acondicionar em sacos plásticos e manter em local coberto.

 - Calhas: Manter sempre limpas e desentupidas, retirando os galhos e folhas acumuladas. - Lajes: Promover o escoamento da água.

- Materiais que serão reaproveitados como pneus, latões, entre outros: Manter em locais cobertos.

 - Bebedouros de animais: Limpar uma vez por semana, esfregando com uma bucha para remoção dos ovos do mosquito.

- Ralos: Instalar telas de malha fina ou utilizar tampa ralos.

- Piscinas: Manter sempre tratadas e cloradas adequadamente.

- Bromélias e outras plantas: Retirar frequentemente a água acumulada e lavar as folhas.

- Plantas aquáticas: Plantar em vasos com terra.

 - Lixo: Colocar em sacos plásticos e manter a lixeira bem fechada. Dar destinação correta, não jogar lixo em terrenos baldios.

- Dar atenção a locais em que não é possível eliminar a água parada, como ralos, bandejas de geladeira ou ar condicionado, vaso sanitário sem uso frequente, reservatório de água, entre outros, realizando limpeza e tratamento com produtos saneantes domiciliares.

- Em caso de sintomas procure atendimento médico.

SINTOMAS

Os principais sintomas da dengue são:

-     Febre alta > 38.5ºC.

-    Dores musculares intensas.

 -   Dor ao movimentar os olhos.

-    Mal estar.

-   Falta de apetite.

-    Dor de cabeça.

-   Manchas vermelhas no corpo.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários