Quarta, 10 de Agosto de 2022
13°

Chuva

Ponta Grossa - PR

Dólar
R$ 5,12
Euro
R$ 5,23
Peso Arg.
R$ 0,04
Galeria de fotos 27 fotos

AMCG recebe Plano de Desenvolvimento Integrado

30/06/2022 às 09h10
Por: Redação
Compartilhe:

Mais protagonismo para a região. A Associação dos Municípios dos Campos Gerais (AMCG) recebeu nesta quarta-feira, dia 29, o Plano de Desenvolvimento Integrado Regional do Programa Paraná Produtivo. A secretária estadual de Planejamento e Projetos Estruturantes, Louise Garnica, esteve presente durante reunião ordinária da AMCG e destacou a ação do Governo na região. “O Estado está fortalecendo as governanças. Com o programa, vamos explorar o que há de melhor em cada região”, ressalta, contando que o documento entregue contém estratégias e ações para estruturar e potencializar a economia da região, com foco no desenvolvimento produtivo integrado entre os municípios.

Nos Campos Gerais, a produtividade agropecuária, e também as potencialidades dos municípios, estão entre os destaques, e devem pautar as ações da governança que será formalizada nos próximos dias. “O Programa Paraná Produtivo vem ao encontro da missão da AMCG: o desenvolvimento e o protagonismo regional”, exulta o presidente da entidade e prefeito de Piraí do Sul, Henrique Carneiro. 

Conforme o presidente, com a participação da sociedade civil organizada, o Plano Regional prioriza as áreas que devem receber recursos. “Percebemos pela ampla participação dos gestores - representantes dos 19 municípios participaram das oficinas -, o anseio por esse desenvolvimento regional”, comemora. “Nossa região é riquíssima, com o protagonismo em diversas produções agropecuárias, como soja, trigo, leite, mel, tomate e tabaco. Estamos na liderança, não só no Estado, mas no país”, dispara.

O coordenador do Programa, Marcelo Percicotti, também evidenciou as potencialidades.“A região dos Campos Gerais tem um imenso potencial industrial e no agronegócio. Isso se reflete nos vultosos investimentos que estão sendo feitos em Telêmaco Borba, Ortigueira, Ponta Grossa e Castro”, acrescenta.

O Paraná Produtivo tem atuação em quatro eixos, sendo infra-estrutura, sistemas produtivos, pessoas, e governança e gestão. Na região, o fortalecimento da agroindústria e agricultura familiar foi elencada como primeira ação. “Esperamos ampliar e melhorar nossas cadeias produtivas. Queremos otimizar o que já temos e mapear o que ainda precisamos implementar”, revela Carneiro. 

O Programa está em andamento com uma comissão provisória formada por poder público, privado, sociedade civil e academia. Nos próximos dias, a diretoria deve ser eleita.

Caminhos dos Campos Gerais

O anuário Caminhos dos Campos Gerais teve a sua 13ª edição lançada durante reunião da AMCG. Com o tema “A Força do Agro”, a publicação traz os indicadores de 31 municípios. “Os livros publicados pelo Grupo ARede ao longo desses anos retratam o crescimento de nossa região. Já foram diversos os temas abordados. Este ano colocamos na vitrine o agronegócio, segmento que sustenta os Campos Gerais”, explica o diretor do Grupo, Eloir Rodrigues.

Para o presidente da AMCG, publicações que evidenciam o que há de melhor nos Campos Gerais são essenciais. “O anuário é uma ferramenta que os gestores podem utilizar para otimizar os recursos, e buscar novos investimentos”, avalia.

Anfitrião do evento desta quarta-feira, o vice-prefeito de Ponta Grossa, Saulo Hladyszwski, enfatizou a pujante economia da região. “Essa vocação já é secular em nossos Campos Gerais”, finaliza.

  Cooperativa busca fomentar a Ovinocultura

O plano de fomento da produção de ovinos na região foi apresentado aos gestores da Associação dos Municípios dos Campos Gerais na manhã desta quarta-feira. Com mais de 150 associados, a Cooperativa dos Produtores de Ovinos e Caprinos dos Campos Gerais, Coopegera, pretende ampliar atuação e ser referência na produção, além de organizar a cadeia produtiva regional. “Nossa entidade foi fundada em 2016. Já avançamos, mas ainda temos muito a crescer”, aponta o presidente, Thiago Ozatczuk.

Na região, o município de Ipiranga deu início ao plano de fomento. Foi o primeiro a firmar convênio com a Cooperativa. Com a proposta, os produtores garantem a qualificação e o monitoramento da produção. “Ipiranga já está bem avançada na produção de ovinos”, aponta o prefeito Douglas Modesto. “Estamos com projeto piloto no município, mas em tratativas com outros da região para que possamos ampliar”, antecipa o presidente da Cooperativa.

Para a ampliação, a Coopegera busca o apoio da AMCG. “Nós pretendemos fomentar, já que o projeto busca desenvolvimento sustentável dos nossos municípios”, antecipa o presidente e prefeito de Piraí do Sul, Henrique Carneiro, destacando que a qualidade da produção, a geração de novos empregos e a possibilidade de investimentos.

Diretor técnico da Coopegera, Izaltino Cordeiro dos Santos destaca a potencialidade do consumo da carne de ovinos e caprinos no mundo, e as possibilidades para os Campos Gerais. “A carne é de ótima qualidade e com baixo teor de gordura”, explica. “A procura vem aumentando exponencialmente em todo o mundo”, completa.

Durante a apresentação do projeto na reunião da Associação, também estiveram presentes o presidente da Associação Paranaense de Criadores de Ovinos, a Ovinopar, Pedro Rocha, o secretário de Agricultura de Ipiranga, Faustino Pereira, e o empresário Augusto Lopata. “O Lopata é um dos nossos investidores. Ele está construindo no município de Reserva um frigorífico para o abate destes animais”, conta Ozatczuk. O Frigoville já conta com inspeção federal e pode iniciar funcionamento já exportando seus produtos.

 

Divulgação/AMCG

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários