Vereador propõe CPI para investigar empresa do transporte coletivo

 Vereador propõe CPI para investigar empresa do transporte coletivo

Diante da falta de pagamento dos servidores, vereador Geraldo Stocco quer investigar empresa e alegada falta de recursos financeiros da companhia

Das assessorias

O vereador Geraldo Stocco (PSB) deverá propor a abertura de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar a Viação Campos Gerais (VCG). Stocco apresentou a proposta aos colegas na sessão desta quarta-feira (12) ao usar a tribuna do Legislativo Municipal. O vereador irá apresentar um requerimento ao presidente da Casa, Daniel Milla (PSD), solicitando a abertura da CPI.

Na visão de Stocco, a situação caótica do transporte coletivo e a falta de pagamento dos trabalhadores do setor são motivos suficientes para basear a abertura da CPI. Stocco cita o fato de que, de acordo com o processo judicial que trata da falta de pagamento do salário dos funcionários da empresa, a VCG teria pouco mais de R$ 300 mil para serem bloqueados judicialmente. 

“Não me parece cabível que uma empresa que tem o monopólio de um serviço tão grande como é o transporte público há décadas em Ponta Grossa tenha apenas essa quantia de recursos disponíveis”, salienta Stocco. O vereador lembra ainda que, por anos, a VCG operou um sistema superavitário e com garantia de reajuste anual, prevista em contrato. “O contrato sempre foi cumprido naquilo que beneficiava a empresa”, afirma o vereador.

O vereador questiona ainda o repasse de R$ 2,6 milhões feito pela Prefeitura à Viação Campos Gerais (VCG). “Esse pagamento me parece inconstitucional e pouco defensável. Todos os comerciantes, dos micro aos grandes, sofreram com os dias parados, com o fechamento do comércio e tudo que passamos diante da pandemia. Por quais motivos a VCG será a única a receber esse valor da Prefeitura?”, questiona Stocco 

O parlamentar do PSB afirma ainda que é preciso investigar a VCG diante do cumprimento do atual contrato, mas também para coletar informações que colaborem para a melhoria da concessão, já que o contrato entre Prefeitura e VCG vence em 2022. A abertura da Comissão deverá ser votada em plenário logo após a apresentação do requerimento por parte de Stocco.

Informações e imagens: Divulgação/Assessorias

Digiqole ad

Notícias Relacionadas