Trabalhadores do transporte coletivo serão imunizados contra a Covid-19

 Trabalhadores do transporte coletivo serão imunizados contra a Covid-19

A confirmação foi dada na tarde de hoje (23) pelo Ministério da Saúde, que anunciou que os trabalhadores do transporte coletivo serão contemplados com a próxima remessa de doses

Das assessorias

Motoristas e cobradores do transporte coletivo devem ser vacinados contra a Covid-19 nos próximos dias. A confirmação foi dada na tarde de hoje (23) pelo Ministério da Saúde, que anunciou que os trabalhadores do transporte coletivo serão contemplados com a próxima remessa de vacina distribuída para os estados, no prazo de 48 horas. Serão 7 milhões total de imunizantes da Janssen, Butantan e Pfizer.

As primeiras doses da Janssen, totalizando 1,5 milhões, chegaram ao Brasil ontem (23). No montante também estão incluídas 3,2 milhões de doses do Butantan e outros 2,3 milhões da Pfizer. As novas remessas também serão destinadas para vacinação de trabalhadores do ensino básico, forças de segurança e salvamento, Forças Armadas, pessoas com comorbidades, gestantes e puérperas com comorbidades, e pessoas com deficiência permanente.

A distribuição é definida em reuniões entre União, estados e municípios, observando as confirmações do cronograma de entregas por parte dos laboratórios.

O Sintropas reforça, mais uma vez, que já vem cobrando a imunização dos profissionais do transporte coletivo contra o novo coronavírus. No mês passado, a entidade protocolou um ofício ao Ministério Público Estadual solicitando prioridade a agilidade na vacinação aos motoristas, cobradores e trabalhadores das empresas de transporte coletivo em veículos rodoviários de passageiros urbanos, municipais, metropolitanos, intermunicipais, interestaduais, internacionais e de fretamento, abrangidas pela base territorial da entidade, em Ponta Grossa e região.

O requerimento apontou o risco diário enfrentado pela categoria, que trabalha na linha de frente no combate à pandemia e utilizou como argumentação o direito dos trabalhadores à saúde, o papel da sociedade para conter a disseminação da doença, o fato do transporte público ser considerado atividade essencial e possuir mais de 1.800 trabalhadores no sistema somente em Ponta Grossa.

Informações e imagens: Divulgação/Sintropas

Digiqole ad

Notícias Relacionadas