24 de setembro de 2021

(42) 99838-3791

Últimas notícias

Saúde reforça prevenção e tratamentos contra a AIDS

 Saúde reforça prevenção e tratamentos contra a AIDS

Dia Mundial de Luta contra a Aids é destacado em 1º dezembro; objetivo é aumentar a conscientização sobre a doença e combater o preconceito associado

Das assessorias

O Dia Mundial de Luta contra a Aids é destacado em 1º dezembro de cada ano. O objetivo é aumentar a conscientização sobre a doença, combater o preconceito associado a ela e melhorar a educação no que diz respeito ao HIV. 

Ponta Grossa conta com diversos serviços gratuitos para atender a população, desde orientações nas Unidades Básicas de Saúde (UBS), realização de testes rápidos, diagnóstico e tratamento da doença, até atendimento através do Serviço de Assistência Especializada (SAE) e o Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA). Os serviços também disponibilizam métodos contraceptivos, para prevenir a doença. Lembrando que os testes rápidos, o diagnóstico e o tratamentos são sigilosos. 

Sobre HIV e AIDS

O paciente pode ser portador do vírus da Imunodeficiência Humana (HIV) e não ter a doença Síndrome da Imunodeficiência Adquirida (AIDS). O portador do HIV pode não apresentar nenhum sintoma e às vezes nem saber que é portador, porém em cada relação sexual, sem camisinha, está transmitindo o vírus. Já o paciente doente de AIDS apresenta-se com imunidade muito baixa, com vários sintomas e com doenças oportunistas associadas, debilitado, às vezes, já acamado.

Quando a pessoa é portadora do HIV, o que está sendo destruído são as células de defesa. A partir do momento que começa essa destruição a imunidade vai caindo. Se a imunidade cair muito, baixando de 200, a pessoa entra na doença AIDS. 

Existem pacientes com HIV que fazem exames regularmente e as células de defesa não baixam, eles conseguem se manter e não precisam tomar remédio. E tem os pacientes que estão com AIDS, isso quer dizer que as células de defesa baixaram muito e eles acabaram entrando na síndrome.

Segundo dados oficiais da Fundação Municipal de Saúde (FMS), em 2019, Ponta Grossa notificou 108 casos de pacientes com AIDS e em 2020, até o momento, 76 novas notificações. Diante destes números, a faixa etária com mais diagnóstico da doença foram pessoas do sexo masculino, entre de 20 a 29 anos. 

Onde o paciente de HIV e AIDS pode fazer o tratamento?

O paciente de HIV/AIDS pode fazer tratamento onde ele quiser, não necessariamente na sua cidade. Então, nem sempre o número de pessoas diagnosticadas será igual ao número de pessoas que fazem tratamento em Ponta Grossa. Alguns pacientes preferem ir para cidades próximas do que fazer o tratamento aqui. Como acontece ao contrário também.   
O SAE atende todas as cidades da 3ª Regional de Saúde, consultas e medicação são fornecidas por Ponta Grossa também.

O que o SAE disponibiliza aos pacientes em tratamento?

O SAE oferece o suplemento alimentar para quem tiver indicação médica, vale transporte para consultas e exames, grupos de apoio, dentista, psicólogo, fisioterapia, ambulatório de feridas, serviço social, visita domiciliar com equipe multidisciplinar e nutricionista. Trabalha também em parceria com as Organizações Não Governamentais (ONGs), Reviver e Renascer, onde o paciente pode ser encaminhado pelo SAE, ou procurar o serviço por demanda espontânea. 

Informações: Divulgação/PMPG

Digiqole ad

Notícias Relacionadas