25 de setembro de 2021

(42) 99838-3791

Últimas notícias

Sala do Empreendedor completa 10 anos de fomento aos pequenos negócios

 Sala do Empreendedor completa 10 anos de fomento aos pequenos negócios

Órgão já realizou mais de 250 mil atendimentos e 28 mil capacitações gratuitas para empresários da cidade

Das assessorias

Com mais de 250 mil atendimentos e 28 mil capacitações gratuitas para empresários da cidade, a Sala do Empreendedor de Ponta Grossa completa hoje (05) 10 anos de atuação com fomento e assistência para pequenos negócios. Desde 2011, a Prefeitura de Ponta Grossa desenvolve ações de apoio ao empreendedorismo, e a partir de 2015 este trabalho passou a se organizar como uma política pública, com espaço próprio para atendimento ao empreendedor local. Integrando hoje a Coordenadoria de Fomento ao Empreendedorismo e Inovação, da Secretaria da Fazenda, e também o ecossistema Vale dos Trilhos, a Sala do Empreendedor completa 10 anos com um currículo cheio de projetos que vem inspirando e servindo de modelo para outros municípios.

“É com muito orgulho que celebramos esta data, porque a Sala do Empreendedor já se destacou como referência no Paraná e no Brasil, com reconhecimentos e premiações pelo desempenho e projetos inovadores que desenvolveram neste período. São 10 anos de história de sucesso, com projetos que realmente fizeram a diferença na vida de muitas empresas, que encontraram na Sala o caminho e a orientação para formalização e capacitação. E para os próximos anos, vamos fortalecer e ampliar este importante trabalho”, destaca a prefeita Elizabeth Schmidt.

Histórico

Foi através do trabalho iniciado pela Sala do Empreendedor em 2011, que contava com um pequeno espaço na estrutura da Secretaria de Indústria, Comércio e Qualificação Profissional, que o Município de Ponta Grossa, através da lei 12.182/2015, estabeleceu as disposições sobre microempreendedor individual, instituindo uma política pública com objetivo de formalizar pequenos empreendimentos e a inclusão social e previdenciária, sendo vedado impor restrições ao MEI relativamente ao exercício de profissão ou participação em licitações, em função da sua respectiva natureza jurídica. 

Com o desenvolvimento da política, a demanda por serviços voltados ao microempreendedor individual e o número de atendimentos também cresceu. Por isso, em 2017 a Sala do Empreendedor de Ponta Grossa passou a contar com um novo espaço, maior e exclusivo, na parte térrea do Paço Municipal David Federmann. Em 2017 também foi instituído o Programa ‘Minha Empresa Legal’, com o objetivo de incentivar a legalização de negócios informais e formalização de novos empreendimentos por meio da prestação de serviços pelo Poder Público Municipal, de modo gratuito ou por valores subsidiados, destinados a constituição da pessoa jurídica e acompanhamento técnico-contábil, planejamento e assessoramento empresarial.

“Este é o foco da Sala do Empreendedor: incentivar a formalização dos negócios e dar aos pequenos empresários o suporte necessário para que ele fortaleça seu negócio e cresça. E foi com este propósito que ampliamos os serviços e projetos realizados pela nossa equipe, ouvindo quais eram as necessidades que os empresários estavam trazendo até nós. Por isso, além da orientação e formalização, também buscamos parcerias para cursos, oficinas e mentorias que possam agregar aos pequenos negócios, especialmente os MEIs, em que uma única pessoa cuida das vendas, do administrativo, do financeiro e do marketing. Queremos que estes negócios prosperem”, conta a coordenadora de Fomento ao Empreendorismo e Inovação e presidente da Afepon, Tonia Mansani.

Ampliação

Em 2019, o trabalho foi ampliado, e a Sala do Empreendedor se tornou um dos braços da Coordenadoria de Fomento ao Empreendedorismo e Inovação, vinculada à Secretaria Municipal da Fazenda. “Ao longo destes 10 anos de história, a Sala desenvolveu projetos através de parcerias com empresas e instituições locais, e é uma das iniciativas que fazem de Ponta Grossa um dos celeiros de inovação no Paraná e no Brasil. Além de todo o suporte prestado pela Sala do Empreendedor para a abertura de negócios e capacitação, as mentorias, acelerações e demais orientações vêm desempenhando um importante papel para  que os pequenos negócios se desenvolvam, com a possibilidade de crescer. Estes negócios têm um importante impacto em nossa economia e a Sala do Empreendedor certamente é fundamental neste processo”, avalia o secretário da Fazenda, Cláudio Grokoviski. 

Com o vetor da inovação em fortalecimento, a Sala do Empreendedor também apostou nos serviços digitais, criando a Sala Digital: uma plataforma com a proposta de agregar serviços e acessos que facilitam o dia a dia do empresário, diminuindo a distância entre os empreendedores e soluções como emissão de guias, tutoriais sobre serviços, informações sobre formalização, entre outros.

Além do acesso digital, a Coordenadoria de Fomento ao Empreendedorismo e Inovação também ampliou os pontos de atendimento através dos Centros de Referência de Assistência Social (CRAS) de Ponta Grossa, que hoje estão todos habilitados para realizar o atendimento integrado de serviços básicos da Sala do Empreendedor, descentralizando os atendimentos para quem já é usuário da Sala e fortalecendo a política pública de apoio ao pequeno empreendedor. Além dos serviços básicos no atendimento diário, como orientações e encaminhamentos sobre abertura de empresas e formalização, os Cras também recebem serviços avançados, como formalização de novos empreendedores, com cronograma de atendimento itinerante.

E o resultado deste trabalho pode ser observado pelo número de formalizações, que passou de 3.715 MEIs formalizados no início de 2013 para cerca de 20 mil no final de 2020, conforme estatística do Portal do Empreendedor. Nestes 10 anos, foram 250 mil atendimentos, 28 mil empresários capacitados, 10 mil empresas formalizadas e 220 ideias e empresas aceleradas.

Aceleradoras

Desde 2017, a Sala do Empreendedor desenvolve a Voe Aceleradora de Negócios, uma iniciativa inédita no Paraná, com orientações e foco no autoconhecimento, capacitação e inovação, auxiliando no desenvolvimento dos negócios de forma consistente e integrada, capacitando os participantes como gestores de forma gratuita.

Em 2020, teve início o programa Decola: A arte do começo, um programa de ideação de negócios voltado para os potenciais novos empreendedores (MEI, ME), voltado para aquelas pessoas que querem empreender e não sabem por onde começar e estão em busca de encontrar o seu encaixe no mercado. Assim, o Decola tem como propósito auxiliar os futuros empreendedores na ideação de seus negócios, a partir da utilização de metodologias inovadoras.

Reconhecimentos

Em 2019,  na 12ª edição do prêmio Ozires Silva de Empreendedorismo Sustentável, premiação a nível nacional promovida pelo ISAE Escola de Negócios, a aceleradora de negócios Voe foi reconhecida como o melhor programa na categoria econômica de grandes empresas. A Voe também garantiu para Ponta Grossa o Prêmio Gestor Público – PR 2020 na categoria Empreendedorismo.

A ferramenta Sala Digital conquistou o reconhecimento do Sebrae no X Prêmio Prefeito Empreendedor, na categoria “Políticas Públicas para o Desenvolvimento dos Pequenos Negócios”, regional Sul. A premiação reconhece iniciativas de gestões públicas que tenham o estímulo ao desenvolvimento dos pequenos negócios como uma das prioridades, impactando no empreendedorismo local. Antes dessa premiação, Ponta Grossa já havia sido contemplada com o prêmio em nível estadual.

Em 2019, a Prefeitura recebeu dois reconhecimentos estaduais que colocam o Município em posição de destaque no estado pelas políticas de incentivo ao empreendedorismo e desenvolvimento de micro e pequenas empresas. Durante o Encontro Estadual de Agentes de Crédito e de Desenvolvimento, promovido pelo Sebrae e pela Fomento Paraná, Ponta Grossa foi contemplada com o 1º lugar no ranking das cidades acima de 200 mil habitantes no Prêmio Fomento Paraná e Sebrae/PR de Microcrédito e também com o reconhecimento do Sebrae, na categoria Ouro por cinco anos consecutivos, de Agentes de Desenvolvimento do Programa Cidade Empreendedora.

Informações e imagens: Divulgação/PMPG

Digiqole ad

Notícias Relacionadas