Respiradores e pacote de medidas de combate à Covid-19 são anunciados pelo deputado Aliel

 Respiradores e pacote de medidas de combate à Covid-19 são anunciados pelo deputado Aliel

Parlamentar destacou a destinação de ventiladores pulmonares (respiradores) para o HU-UEPG, para a nova UPA e outros municípios que representa

Das assessorias

O deputado federal Aliel Machado (PSB) usou as redes sociais para anunciar uma série de  medidas de combate à Covid-19. Entre elas está a conquista de mais doze ventiladores pulmonares (respiradores) para auxiliar hospitais no combate à Covid-19. Além disso, o parlamentar também falou sobre a autorização para o credenciamento de leitos de UTI Covid do HU-UEPG, que passa a receber recursos específicos, sobre a apresentação de projetos para ampliar o número de profissionais na linha de frente do combate à doença e também da cobrança por mais vacinas, feita diretamente ao ministério da Saúde. 

O parlamentar revelou a destinação de mais respiradores após a reunião com o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, e com a equipe técnica do ministério.  De acordo Aliel, serão destinados, a seu pedido, mais 12 respiradores para o Paraná, sendo oito deles para Ponta Grossa. Os equipamentos devem chegar nos próximos dias. A negociação contou com o secretário de estado da Saúde, Beto Preto, além do secretário municipal, Rodrigo Manjabosco e do reitor da Universidade Estadual de Ponta Grossa, Miguel Sanches Neto. “O ventilador pulmonar é o equipamento mais importante para a recuperação dos pacientes com covid. Esse equipamento tem chegado a custar R$ 100 mil e está em falta. Devemos deixar sete deles no HU-UEPG, além de outro que dará suporte para a abertura da nova UPA”, revelou o deputado. 

Entre as medidas, Aliel ainda destacou a portaria do Ministério da Saúde que, após a reunião da bancada do Paraná, autorizou o credenciamento de leitos de Unidade de Terapia Intensiva – UTI, com atendimento exclusivo dos pacientes COVID-19, para ter recursos do Bloco de Manutenção das Ações e Serviços Públicos de Saúde – Grupo Coronavírus (COVID 19), a ser disponibilizado aos Estados e Municípios. Com isso, o Hospital Universitário passa a receber recursos específicos do Sistema Único de Saúde (SUS).

O deputado também revelou a preocupação com a falta de vacinas. “Fui o primeiro a questionar o ministro. Minha primeira pergunta foi sobre a quantidade de vacinas destinadas ao Paraná, que é menor que outros estados do mesmo porte. Sabemos que vacina é fundamental. Houve compromisso do ministro de que não haverá diferença na quantidade de vacinas e que o Paraná será contemplado de acordo com os critérios técnicos”, disse. 

Em outra frente, o parlamentar apresentou três propostas para amenizar a falta de médicos nesse momento grave da pandemia. Segundo o deputado, um levantamento mostra que há 1.800 médicos estrangeiros no país, que permanecem aqui apesar do fim da parceria entre os Governos. 

Os Projetos de Lei apresentados visam recontratar os profissionais que já atuaram no país durante esse período de calamidade pública. Em uma delas, Aliel propõe uma alteração na “Lei da Covid-19”, autorizando a contratação por esse período, em outra frente, propõe a alteração na Lei dos Mais Médicos e do Médicos pelo Brasil e uma terceira proposta acrescenta artigos na Lei que dispõe os Conselhos de Medicina, para incluir excepcionalidade da contratação desses profissionais durante o estado de calamidade e ou decretação de pandemia, como a que vivemos agora. 

Desde o início da pandemia, o parlamentar ponta-grossense tem intensificado o trabalho em medidas de combate à pandemia. Com destaque para a entrega da nova ala do Hospital Universitário (HU) feita no mês passado, com a presença do Governador Ratinho Jr e que disponibiliza mais vinte leitos no hospital. O prédio foi projetado para ser a nova Maternidade Pública, com recursos indicados pelo mandado do deputado, no valor de R$ 4 milhões, e está sendo utilizado emergencialmente para auxiliar o hospital durante a pandemia. 

Na Câmara, Aliel lutou pela aprovação do auxílio-emergencial de R$ 600, por apoio a empresários e em defesa dos empregos, além da destinação de recursos para os municípios. “Aprovamos o envio de R$ 40 milhões para Ponta Grossa, para o custeio da Saúde, além de emenda individual para UTFPR de R$ 500 mil para a produção de respiradores (entre equipamentos e custeio), mais R$ 850 mil para o HU-UEPG, e outros R$ 350 mil para a prefeitura de Ponta Grossa”, destacou.

Ainda de acordo com Aliel, foram destinados ainda R$ 250 mil para a compra de equipamentos para a Santa Casa (para uso no SUS), além de mais R$ 400 mil para o hospital Bom Jesus. 

Informações e imagens: Divulgação/Assessorias

Digiqole ad

Notícias Relacionadas