Professora da UEPG participa de estudo da flora brasileira

 Professora da UEPG participa de estudo da flora brasileira

A última obra semelhante foi lançada há 115 anos, no projeto que era conhecido como Flora brasiliensis

Das assessorias

Quais são as plantas presentes no Brasil e como identificá-las? Estas são questões que agora têm respostas em um só livro. A professora do Departamento de Biologia Geral da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG), Rosângela Capuano Tardivo, participa  do estudo intitulado “Flora Brasil 2020”, que traz identificações e olhares atualizados sobre plantas, algas e fungos das regiões brasileiras. O trabalho foi lançado em fevereiro deste ano.

A última obra semelhante foi lançada há 115 anos, no projeto que era conhecido como Flora brasiliensis. O livro publicado neste ano reúne informações sobre os primeiros registros da biodiversidade brasileira, além de dados dos últimos 12 anos do Projeto Flora do Brasil, sob a coordenação da pesquisadora Rafaela Campostrini Forzza, do Jardim Botânico do Rio de Janeiro (JBRJ). “Com muito orgulho fiz minhas contribuições ao Projeto com as descrições e atualizações da Família Bromeliaceae”, explica. A foto da bromélia que ilustra esta matéria é da espécie Tillandsia geminiflora Brong, um dos gêneros que Rosângela trabalhou no Flora do Brasil.

O trabalho envolve uma rede de 979 pesquisadores de 224 instituições em 25 países, com identificação e imagens de 375 famílias, 3.204 gêneros e 46.975 espécies de plantas, algas e fungos nativos do Brasil. O trabalho completo está disponível em plataforma on-line e gratuita no link.

Informações e imagens: Divulgação/UEPG

Digiqole ad

Notícias Relacionadas