Procon Ponta Grossa recebeu mais de 6 mil reclamações em 2020

 Procon Ponta Grossa recebeu mais de 6 mil reclamações em 2020

Telefonia e serviços foram os setores que mais tiveram reclamações em 2020

O Procon da Prefeitura de Ponta Grossa, órgão vinculado à Secretaria Municipal de Cidadania e Segurança Pública (SMCSP), divulgou, nesta semana, o ranking de reclamações feitas por consumidores junto ao órgão em 2020. 

No total, o Procon Ponta Grossa registrou 6324 atendimentos. Mais de 23% das reclamações dizem respeito ao setor de telefonia. Na sequência, aparecem  situações relacionadas a serviços financeiros com aproximadamente 7%.

“Mesmo com uma queda no número geral de atendimentos realizados pelo Procon devido à pandemia, o setor de telefonia segue figurando com o maior número de reclamações dos consumidores, apresentando, inclusive, um aumento percentual de cerca de 2%  em comparação ao ano anterior”, aponta o coordenador do Procon, Leonardo Werlang. 

Para ele, um dos fatores que podem ter influenciado na mudança dos indicadores foi a implementação de dispositivos como o home office, que ampliou as necessidades dos consumidores em relação ao setor, aumentando também as situações onde se fez necessário o acionamento do Procon. “Com mais pessoas utilizando as redes, há a possibilidade de que ocorram mais situações onde há a necessidade de intervanção do Procon, o que pode ter repercutido também no aumento percentual das reclamações dos consumidores”, explica. 

Impactos da pandemia

De acordo com o coordenador do Procon, Leonardo Werlang, o número de atendimentos em 2020 indica uma queda de aproximadamente 49% em comparação com o total de reclamações de 2019, período em que o órgão registrou mais de 12830 atendimentos. A causa para uma alteração tão brusca nos indicadores seria, segundo Werlang, o impacto da pandemia não só nas questões relacionadas ao consumo, mas também à necessidade de isolamento e distanciamento social da população.

“Devido às medidas restritivas implementadas com vistas ao combate ao Coronavírus, houve um impacto significativo na forma como as pessoas têm adquirido seus produtos e, consequentemente, na forma como elas buscam seus direitos junto aos órgãos de proteção ao consumidor. No caso específico do Procon Ponta Grossa, mantemos o atendimento da população por telefone e e-mail e disponibilizando e incentivando a utilização da plataforma consumidor.gov.br que, inclusive, teve um aumento considerável nos acessos e registros de consumidores da cidade, passando de 1806 atendimentos em 2019 para 3258 em 2020”, analisa Werlang.

Ranking
O ranking de reclamações do Procon é divulgado anualmente e funciona como uma ferramenta para auxiliar os consumidores na tomada de decisões relacionadas à aquisição de produtos, bens e serviços. “A divulgação desses dados é prevista na legislação e tem como objetivo fornecer subsídios para que os consumidores escolham de forma mais consciente, tendo acesso a indicadores que subsidiem a tomada de decisões”, destaca Leonardo Werlang. 

Informações: Divulgação/PMPG

Imagens: Reprodução/Freepik

Digiqole ad

Notícias Relacionadas