Procon Ponta Grossa e Sanepar discutem medidas voltadas a consumidores

 Procon Ponta Grossa e Sanepar discutem medidas voltadas a consumidores

Reunião incluiu questões como a renovação automática da tarifa social, renegociação de dívidas (Reclip), cortes, suspensão e retomada do fornecimento, entre outros

Das assessorias

O Procon da Prefeitura de Ponta Grossa, órgão vinculado à Secretaria Municipal de Cidadania e Segurança Pública (SMCSP), participou de uma reunião com representantes da Sanepar na manhã de ontem (22). O objetivo do encontro, segundo o coordenador do Procon, Leonardo Werlang, foi discutir assuntos  de interesse dos consumidores do Município e incluiu questões como a renovação automática da tarifa social, renegociação de dívidas (Reclip), cortes, suspensão e retomada do fornecimento, entre outros.

“A reunião foi muito produtiva no sentido de verificarmos as ações que têm sido tomadas pela Concessionária com vistas à garantia dos direitos do consumidor e sua proteção durante a pandemia. Aproveitamos para discutir a importância de medidas como a renovação automática do benefício da Tarifa Social, que já está em vigor, e do cadastro de celulares para que os consumidores sejam informados com antecedência da programação de serviços que ocasionem a suspensão do fornecimento. Além disso, também solicitamos informações sobre os prazos que têm sido praticados para a ligação e religação do abastecimento e  fomos informados pela Concessionária que o trabalho relacionado a esta situação está sendo desenvolvido e que o serviço deve ser normalizado nas próximas semanas. Outro ponto importante discutido foi sobre a possibilidade de os consumidores renegociarem suas dívidas junto à Concessionária”, declara Werlang. “Acredito que foi um encontro muito produtivo e que  tivemos um retorno positivo em relação à proteção e garantia dos direitos dos consumidores”, completa Werlang.

Ainda durante a reunião, Sanepar informou que para o programa Tarifa Social não há necessidade de renovação até o mês de setembro de 2021 e os cortes no abastecimento por falta de pagamento também estão suspensos, em cumprimento à Lei Estadual número 20.187/2020, em vigor desde o início da pandemia do Coronavírus. 

Sobre a negociação de dívidas, a empresa destacou as ações do Programa de Recuperação de Crédito (Reclip), que prevê melhores taxas e possibilidade de parcelamento em até 60 meses. A adesão é até 30/04/21 para faturas geradas até dezembro do ano passado. Outro ponto ressaltado pela Sanepar é que a empresa não realiza serviços no interior dos imóveis, somente até o ponto de ligação no cavalete e que as cobranças relativas aos serviços da Sanepar ocorrem somente por meio das faturas, que devem ser pagas nos estabelecimentos credenciados.

Informações: Divulgação/PMPG

Digiqole ad

Notícias Relacionadas