Plano Estadual de Resíduos Sólidos entra em vigor no Paraná; confira o que muda

 Plano Estadual de Resíduos Sólidos entra em vigor no Paraná; confira o que muda

A eureciclo já atua, no Estado, com quase 900 marcas que promovem a compensação ambiental de suas embalagens, garantindo que não cheguem incorretamente a aterros sanitários ou lixões

Das assessorias

Desde o dia 10 de junho, o Paraná passou a ter uma política mais robusta sobre o descarte correto dos resíduos sólidos gerados na região. A lei sancionada ( lei estadual n° 20.607/2021), que instituiu o Plano Estadual de Resíduos Sólidos do Estado do Paraná – PERS/PR, leva à identificação das empresas geradoras e sua responsabilização total pelo gerenciamento ambiental adequado dos resíduos inseridos no mercado. 

Todos os 399 municípios paranaenses devem se adequar ao PERS, que terá a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo (Sedest) como o órgão responsável pela gestão e fiscalização e o Instituto Água e Terra (IAT) pela execução das ações programadas. 

A eureciclo, maior certificadora de logística reversa de embalagens do país, conta atualmente com 605 empresas parceiras no Estado, que promovem a compensação ambiental de suas embalagens. Isso quer dizer que uma massa equivalente ao material de cada companhia é efetivamente reciclada e reinserida no ciclo produtivo, garantindo que não cheguem a aterros sanitários ou lixões. Todo o processo é auditado pela E&Y, com transparência e segurança jurídica. 

Desde 2017, as empresas parceiras já compensaram mais de 5 mil toneladas de resíduos no Paraná. Apenas em 2020 foram quase 2 mil toneladas. O total de repasse aos operadores de triagem e cooperativas foi de R$353 mil, sendo R$130 mil apenas no ano passado. “Esse valor pôde ser empregado na melhoria da infraestrutura e no investimento em maquinário ou pessoas, um auxílio fundamental para que esses profissionais executem seu trabalho com mais conforto e consigam elevar as taxas de reciclagem no país”, explica Jessica Doumit, diretora de Relações Institucionais & Jurídico da eureciclo . 

“A preservação do meio ambiente é um assunto importantíssimo e que passou a fazer parte de grandes discussões de toda a sociedade, gerando compromissos de todos os atores da cadeia”, explica Doumit. Segundo a diretora, o PERS/PR regulamenta todas as etapas do tratamento de resíduos sólidos gerados no estado, tornando-se um marco valioso para todas as empresas que desejam cumprir seu papel social e respeitar a legislação. “Atingir as metas de reciclagem estabelecidas pela lei e contribuir com a saúde do planeta é um desejo que está cada vez mais latente”, completa. 

Informações e imagens: Divulgação/Eurico

Digiqole ad

Notícias Relacionadas