Quinta, 11 de Agosto de 2022
11°

Pancada de chuva

Ponta Grossa - PR

Dólar
R$ 5,09
Euro
R$ 5,25
Peso Arg.
R$ 0,04
Cinema na Praça

Cinema na Praça levou diversão para 15 mil pessoas no interior do Paraná

O projeto Cinema na Praça chega ao fim desta temporada nesta sexta-feira (1º) em Imbituva, depois de passar por 32 municípios do Interior e realiza...

30/06/2022 às 10h45 Atualizada em 30/06/2022 às 16h54
Por: Redação Fonte: Secom Paraná
Compartilhe:
Foto: Albari Rosa/AEN
Foto: Albari Rosa/AEN

O projeto Cinema na Praça chega ao fim desta temporada nesta sexta-feira (1º) em Imbituva, depois de passar por 32 municípios do Interior e realizar mais de 60 sessões. E essa nova fase, de retomada no pós-pandemia, foi um sucesso. Pelo menos 15 mil pessoas acompanharam as exibições que fizeram a alegria de famílias em municípios que não contam com salas comerciais de cinema. A iniciativa é do Governo do Paraná, em parceria com a Renault do Brasil e Motion Picture Association (MPA).

“Foi um projeto que lançamos na área da cultura justamente para fazer com que as pessoas, em especial as crianças, que não têm acesso a um cinema, seja pela distância ou pelo valor, pudessem ter essa diversão”, disse o governador Carlos Massa Ratinho Junior. “Ele parou na época da pandemia e foi retomado em maio, e nos deixa muito felizes porque leva a cultura mais próxima, mais acessível para essa parcela da população”.

Durante a semana, a carreta palco, com a telona de LED de 7,6 por 2,5 metros, passou por Clevelândia (27), Prudentópolis (28) e Mallet (29). Nesta quinta-feira ela está em Irati (Centro-Sul), estacionada no Parque Aquático, com duas sessões — 19h e 21 horas —, 400 cadeiras e sistema de som de alta qualidade. São exibidos “Patrulha Canina - O Filme (2021)", de Cal Brunker, e “A Família Addams 2: Pé na Estrada (2021)”, de Greg Tiernan, ambos voltados ao público infantil e que atendem toda a família.

Elaine Pereira Almeida, representante da Governadoria e uma das idealizadoras do projeto, afirma que iniciativas como essa fazem a diferença no cotidiano das pequenas cidades. “Nós retomamos esse projeto neste ano com muito orgulho, pois você pega desde o idoso, a criança, toda a família. Tem feito muito sucesso no Interior”, disse.

SUCESSO DE PÚBLICO– Passando por cidades do Norte, Campos Gerais, Norte Pioneiro, Noroeste, Oeste, Centro-Ocidental, Centro-Sul e Sudeste, foram mais de 15 mil paranaenses acompanhando o Cinema na Praça. As cidades com recorde de público foram Clevelândia, com 1.800 pessoas nas duas sessões; Campina da Lagoa, com 1.400; e Alvorada do Sul e Ibaiti, com 950, dividindo o terceiro lugar. Essas duas últimas contaram, inclusive, com o reforço de 200 cadeiras disponibilizadas pelas prefeituras.

Na última semana, a Motion Picture Association liberou a exibição de outros filmes para o projeto, o que contribuiu para aumentar o público para a segunda sessão. Antes, apenas “Patrulha Canina” estava sendo exibido.

PROJETO– Após dois anos suspenso devido à pandemia, os bons índices de vacinação fizeram com que o Cinema na Praça fosse retomado em maio, começando por Ivaiporã (Vale do Ivaí), e finaliza a temporada no município de Imbituva.

No Paraná, são 224 salas de cinema concentradas em 32 cidades, segundo a Agência Nacional do Cinema (Ancine). Por isso, a opção do programa é atender cidades menos populosas e que não contam com salas comerciais, estratégia do Governo do Estado de descentralização da cultura, somado a outras iniciativas como o Crianças no Teatro e exposições itinerantes do Museu Oscar Niemeyer (MON) .

“A grande importância do projeto Cinema na Praça nesse momento é levar lazer, cultura e entretenimento à população paranaense menos favorecida, aquela que não tem condição de acesso a um cinema na sua cidade. Representa também a volta do pós-pandemia, a congregação das famílias”, disse Rogério Luís Tonetti, que acompanha a carreta e realiza o breve cerimonial antes das sessões.

“Temos percebido muitas famílias, idosos, crianças assistindo às sessões do Cinema na Praça, e isso faz com que a gente retome a vida, volte a normalidade, a vida que nós tínhamos antes da pandemia”, completou.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários