Terça, 16 de Abril de 2024
21°

Chuva

Ponta Grossa, PR

Dólar
R$ 5,26
Euro
R$ 5,59
Peso Arg.
R$ 0,01
Bem-estar Dengue

Unidades Sentinelas já atenderam mais de 800 pacientes com suspeita de dengue

Três unidades localizadas em pontos estratégicos, próximos aos terminais de Uvaranas, Oficinas e Nova Rússia, fazem este atendimento. Cada unidade conta com médicos, enfermeiro, técnicos de enfermagem e residentes

28/03/2024 às 09h14 Atualizada em 28/03/2024 às 15h42
Por: Redação Fonte: Prefeitura de Ponta Grossa
Compartilhe:
Divulgação
Divulgação

A Prefeitura de Ponta Grossa, através da Fundação Municipal de Saúde (FMS), divulgou nesta quarta-feira (27) um balanço dos atendimentos realizados pelas Unidades de Saúde Rômulo Pazzinato (Nova Rússia), Luís Conrado Mansani (Uvaranas) e Cyro de Lima Garcia (Oficinas) há cerca de dez dias, quando passaram a funcionar como “Unidades Sentinelas” para atendimento à dengue.

Cada unidade conta com dois médicos, um enfermeiro, dois técnicos de enfermagem e residentes. De acordo com o relatório da FMS, até agora foram atendidas cerca de 800 pessoas com suspeita de dengue, das quais 320 precisaram ser encaminhadas para exames complementares, permanecendo em observação e recebendo hidratação. Outros 22 pacientes foram encaminhados para as Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) para serem atendidas.

“A criação destas Unidades Sentinelas aperfeiçoou o atendimento às pessoas com dengue ou suspeita da doença em Ponta Grossa. Nestes dez primeiros dias, o trabalho teve bons resultados, com centenas de pacientes atendidos, acompanhados e medicados pelas nossas competentes equipes”, destacou a prefeita Elizabeth Schmidt.

A presidente da Fundação Municipal de Saúde, Priscila Degraf, explica que os casos suspeitos de dengue continuam sendo atendidos em todas as unidades do município. Ela reforça também que a população, antes de procurar as UPAs, deve buscar atendimento nas Unidades Básicas de Saúde e Unidades Sentinelas, que são os locais próprios para este tipo de atendimento. “As UPAs são para atendimentos de emergência”, relembrou.

Call Center

A Prefeitura disponibilizou também o serviço de Call Center, em parceria com a Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG). Através do telefone (42) 2102-8000, a população pode tirar dúvidas sobre sintomas, e obter informações sobre locais de atendimento.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários