25 de setembro de 2021

(42) 99838-3791

Últimas notícias

Moradores relembram início do Núcleo Santa Paula, construído há 40 anos

 Moradores relembram início do Núcleo Santa Paula, construído há 40 anos

Bairro ficou marcado pelo rápido desenvolvimento e pela importância na vida de quem vive – ou viveu – no local

Por Cícero Goytacaz

Mais de 12 mil pessoas vivem no núcleo residencial Santa Paula. Ele está localizado na região do Contorno, um dos bairros mais populosos de Ponta Grossa, na zona oeste da cidade. De acordo com a Prefeitura Municipal, o empreendimento foi iniciado na década de 1970 e hoje, com quase quatro décadas de existência, se destaca pelo seu crescimento e pela importância na vida de cada um dos moradores, que passaram pelo local e/ou vivem lá até os dias atuais.

A história da moradora Jozane Burgath com o núcleo Santa Paula começou após um episódio triste de sua vida. Seu pai, José Burgath era ferroviário e a família morava nas casas da antiga Rede Ferroviária. “Sr. José”, como era conhecido, faleceu em maio de 1979. “Meus pais pegaram as chaves da nossa casa na Santa Paula um pouco antes disso. Estávamos tão felizes que íamos morar na nossa casa própria”, lembra Jozane. “Meu pai iria se aposentar em setembro daquele ano. Sem ele e com muita tristeza por sua falta, fomos morar na Santa Paula”, completa.

Jozane morou lá até se casar, em setembro de 1985, e garante que foi um período marcante em sua vida. “Eu saí da casa quando me casei, mas minha mãe, a Sra. Czeslava Kopyck Burgath morou lá com meu irmão mais velho e meus dois irmãos mais novos até ela falecer em outubro de 2005”, acrescenta Jozane. A casa da família Burgath, que acolheu Jozane e seus seis irmãos por mais de duas décadas, foi vendida após a morte da Sra. Czeslava, em julho de 2018. “Aí todos os irmãos resolveram vender a casa, pois cada um tem a sua residência própria; (…) vivi momentos bons na vila, tenho lembranças boas, faz parte de nossas vidas”, conclui Burgath.

Urbanização mudou a cara da bairro

O jornalista Jeferson André nasceu e foi criado no Santa Paula, onde mora há 25 anos. Ao longo de sua vida, pôde acompanhar o crescimento do bairro nas últimas décadas. “Com o tempo, a urbanização aumentou bastante na região. Antes tínhamos que nos deslocar ao centro; hoje, tem mercado, loja de conveniência, posto mais perto de casa”, relata. “Acredito que a urbanização aumentou para a melhoria do bairro, ao qual chamo carinhosamente de ‘região metropolitana de Ponta Grossa’”, brinca.

Para Jeferson, diante do desenvolvimento do Santa Paula, o local carece de algumas melhorias. Ele cita como exemplo o projeto do Terminal de Ônibus do Santa Paula, que foi tema de uma reportagem do comVc portal no último mês de outubro. “Acredito que falta aqui um módulo policial ou destacamento (batalhão) e, de fato, um Terminal de Ônibus, que tem um projeto que tende a sair do papel. O que dá para acrescentar também é mais uma Agência Lotérica, pois dependemos apenas de uma que atende a todo o bairro”, frisa o morador.

Jeferson André mora junto com seus pais, que também viram o crescimento da região. Muitas recordações acompanham a história da família no bairro. “Para mim, a lembrança marcante mesmo é na Igreja da vila, a Paróquia Nossa Senhora de Guadalupe”, destaca Jeferson. “Fiz a minha primeira comunhão ali e foi onde me despertou, além do futebol, o meu futuro de ser comunicador”, recorda.

Imagens: Reprodução/Grupos do Facebook

Digiqole ad

Notícias Relacionadas