Mais de 90 empresas colaboraram com o projeto Pegaí em 2020

 Mais de 90 empresas colaboraram com o projeto Pegaí em 2020

Reconhecimento público e transparência fazem parte das premissas do Instituto, que alcançou a marca de 334 mil livros disponibilizados

Das assessorias

Desde sua criação, em 2013, a história do Pegaí Leitura Grátis vem sendo construída a muitas mãos. Além dos 147 voluntários, o projeto conta ainda com dezenas de empresas, instituições e profissionais que contribuem para sua manutenção e ampliação. E como forma de agradecimento, o Instituto Pegaí entregou recentemente o Certificado Empresa Amiga 2021, juntamente com o Balanço Social 2020, dando transparência às ações realizadas.

Para o coordenador geral do Pegaí, Idomar Augusto Cerutti, as parcerias são fundamentais para cumprir a missão do Instituto, que é aproximar livros sem leitores de leitores sem livros. “Nossa grande sacada é usar o que as empresas sabem fazer de melhor, cada uma colaborando dentro da sua área de atuação. Estamos sempre abertos àqueles que querem contribuir com nosso objetivo de incentivar o hábito da leitura”, destaca. Neste ano foram certificadas 69 empresas de diversos segmentos e localidades, oito entidades, quatro editoras e 10 profissionais (como escritores e ilustradores), que estão aptos a utilizar a hashtag #EmpresaAmigaDoPegaí2021 em seus materiais de divulgação.

Uma das empresas reconhecidas foi o Planalto Select Hotel. “Apoiamos o Pegaí Leitura Grátis desde o seu início por acreditarmos que o hábito da leitura contribui para a formação de pessoas que vão melhorar nossa sociedade”, conta o gestor do hotel, Daniel Wagner, que se disse honrado em receber a certificação, produzida a partir de uma arte exclusiva do ilustrador Victor Matheus. Outra empresa certificada foi a Finer Soluções Web, que considera que as ações realizadas em conjunto geram impacto na vida das pessoas. “Dessa maneira, almejamos parcerias que conversem com nossa missão de conectar pessoas, como é o caso do Pegaí”, salienta o gestor de Tecnologia da empresa, Tiago Alves.

Os números de 2020

  No ano em que a leitura se mostrou ainda mais como uma companheira das pessoas, o Instituto Pegaí se viu diante de desafios. Buscando soluções inovadoras, criou o projeto Alimentando Mentes, que disponibilizou 11.480 livros novos e embalados para, pelo menos, 1.300 famílias, juntamente com cestas básicas, leite e marmitas entregues por escolas, igrejas e instituições de Ponta Grossa.

Foi criado também um protocolo para a retomada gradual de suas 67 estantes, que estão espalhadas por 15 municípios do Paraná. Mesmo com a maioria dos pontos de coleta fechados na maior parte do ano, foram incluídos 46.449 livros ao acervo, sendo 31 mil exemplares resultantes dos seis títulos impressos pelo Pegaí (a partir de parcerias com escritores, empresas e instituições). Foram pelo menos  8.112 horas de voluntariado. Com isso, o Pegaí alcançou a incrível marca de 334.649 livros disponibilizados desde sua criação e 7.315 exemplares restaurados no Hospital de Livros, como mostra o Balanço Social entregue aos voluntários e amigos do Instituto.

Informações e imagens: Divulgação/InstitutoPegaí

Digiqole ad

Notícias Relacionadas