Mabel questiona distribuição de lucros que beneficia funcionários de alto escalão

 Mabel questiona distribuição de lucros que beneficia funcionários de alto escalão

Lei revoga participação de lucro dos funcionários e beneficia somente diretores e funcionários de alto padrão, prejudicando os demais trabalhadores

Das assessorias

A deputada estadual Mabel Canto (PSC) questionou a votação do projeto que revoga a Lei 16.560/2010, que determina a distribuição igualitária do programa de participação de resultados (PPR) para todos os empregados das empresas estatais. Com essa revogação, os lucros devem voltar a ser destinados de forma desigual, podendo os diretores e funcionários do alto escalão receberem mais do que outros funcionários de empresas como SANEPAR, COPEL, COMPAGÁS, entre outras.

Enviado pelo Governo do Estado, a votação do Projeto trataria apenas do Programa “Paraná Energia Rural Renovável”, de apoio à geração de distribuição de energia a partir de fontes renováveis para o setor rural do estado. Entretanto, o projeto contava com um “jabuti”, termo usado quando se inclui dispositivos que não tem nenhuma relação com o objeto principal da proposta legislativa.

“O Jabuti sempre está presente dentro de projetos que parecem muito bons, mas quando resolvemos acompanhar os documentos e os artigos, sempre tem um disfarce pelo meio. Usando como artimanha para que esse inciso passasse batido”, revelou Mabel. 

A parlamentar lamentou a inclusão essa ação e disse que os trabalhadores não podem ser prejudicados desta forma. “Reforço que votei a favor da emenda apresentada pela bancada da oposição que suprime esse item do texto da proposta, já que além de nossa população já pagar caro pelo valor da tarifa da Sanepar, agora os trabalhadores da empresa acabarão perdendo esse direito” disse Mabel.

A riqueza a ser distribuída pela Sanepar, cresceu 255%, entre 2010 e 2019, entretanto, os valores destinados aos trabalhadores cresceram apenas 159%. Apesar disso, os acionistas tiveram um aumento de 788% em seus recebimentos.

Informações e imagens: Divulgação/Assessoria

Digiqole ad

Notícias Relacionadas