Jogando fora de casa, Operário sofre derrota para o FC Cascavel

 Jogando fora de casa, Operário sofre derrota para o FC Cascavel

O Operário Ferroviário perdeu para o FC Cascavel por 1 a 0, na tarde desta quarta-feira (24), no Estádio Olímpico Regional Arnaldo Busatto, pela quarta rodada do Campeonato Paranaense

Das assessorias

O Operário Ferroviário perdeu para o FC Cascavel por 1 a 0, na tarde desta quarta-feira (24), no Estádio Olímpico Regional Arnaldo Busatto, pela quarta rodada do Campeonato Paranaense.

O jogo

Melhor no primeiro tempo, o Alvinegro teve a primeira oportunidade aos três minutos: após triangulação, Jean Carlo finalizou e o goleiro saiu para ficar com ela. Aos 18 minutos, Fabiano cruzou na área e Rafael Chorão chutou no canto, mas o goleiro defendeu. Quatro minutos depois, foi a vez de Leandro Vilela receber na entrada da área e finalizar, obrigando Ricardo a fazer a defesa e evitar o gol do Fantasma.

No segundo tempo, o Operário voltou a criar e, aos sete minutos, Fabio Alemão tentou cruzar na área e goleiro tirou. O adversário marcou o gol da partida aos 12 minutos, com Sotto. O Alvinegro buscou o empate, mas não conseguiu balançar as redes.

A escalação inicial do Fantasma foi Simão, Fábio Alemão, Rafael Bonfim, Léo Rigo, Fabiano, Leandro Vilela, Rafael Chorão, Tomas Bastos, Jean Carlo, Rafael Oller e Ricardo Bueno. No segundo tempo, entraram Pedro Ken, Lucas Mendes, Silva, Felipe Garcia e Schumacher para saída de Rafael Chorão, Fábio Alemão, Fabiano, Rafael Oller e Tomas Bastos.

Avaliação do treinador

Em entrevista coletiva online, o técnico Matheus Costa falou sobre a partida. “Acredito que faltou poder de decisão para nós. No primeiro tempo, nós tivemos, talvez, duas grandes oportunidades e um pouquinho mais do controle, mais ímpeto no número de finalizações. Se analisarmos todo o jogo, nós finalizamos em gol o dobro do adversário, mas, infelizmente, não tivemos poder de decisão para realmente efetivar essas finalizações em gols. E o lance determinante foi em uma situação de bola parada que acabamos sofrendo o gol e daí o jogo muito truncado, mais pesado e a gente não teve capacidade para reverter essa situação. Depois que a gente sofreu o gol, ficou um jogo muito paralisado. A gente começou a ficar muito nervoso, não conseguimos controlar mais a partida como poderíamos para buscar o empate. Buscamos algumas alternativas: velocidade pelos lados, a entrada do Schumacher para ter mais um homem de referência, mas criamos muito pouco para a gente ter essa situação de busca pelo empate. Que fique o aprendizado. Acredito que, para a gente conquistar coisas grandes no estadual, temos que reverter essa situação, estar melhores, ter um poder de decisão melhor para converter esse desempenho, esses números de finalizações em gol”.

Próximos jogos

A partida contra o FC Cascavel foi a segunda do Alvinegro pelo Paranaense. No dia 28, a equipe empatou com o Azuriz em 1 a 1 pela primeira rodada. Agora, o clube aguarda a definição das próximas rodadas. Além do estadual, o Fantasma também joga pela segunda fase da Copa do Brasil contra o Coritiba, ainda sem data e local definidos.

FICHA TÉCNICA

FC Cascavel 1×0 Operário
Campeonato Paranaense – 4ª rodada
Estádio Olímpico Regional Arnaldo Busatto – 24/03/21 – 16h

FC Cascavel: Ricardo, Libano, Lucas, Giaretta, Willian Simões (Carlinhos), Robinho, Gama (Duda), Sotto (João Pedro), Henrique (Douglas), Itaperuna e Rogério (Peu). Téc: Tcheco
Banco: Willian, Thiago, Douglas, Oberdan, Borech, Afonso, Sérgio e Heverton.

Operário: Simão, Fábio Alemão (Lucas Mendes), Rafael Bonfim, Léo Rigo, Fabiano (Silva), Leandro Vilela, Rafael Chorão (Pedro Ken), Tomas Bastos (Schumacher) Jean Carlo, Rafael Oller (Felipe Garcia) e Ricardo Bueno. Téc: Matheus Costa
Banco: Thiago Braga, Odivan, Alex Silva, Marcelo, Douglas Santos e Alemão.

Gols: 2T 12’ Gama (FC Cascavel)

Árbitro: Kleber Ariel Gonçalves Silva
Assistente 1: Rafael Trombeta
Assistente 2: Luiz Eduardo Soares
Quarto Árbitro: Alter José Ragadalim

Informações e imagens: Divulgação/OFEC

Digiqole ad

Notícias Relacionadas