24 de setembro de 2021

(42) 99838-3791

Últimas notícias

Instituto Pegaí recebe doação de 6,5 toneladas de papel para impressão de livros

 Instituto Pegaí recebe doação de  6,5 toneladas de papel para impressão de livros

Com nova doação do Grupo BO Paper, Pegaí projeta imprimir 60 mil livros, com tiragem de um título por mês até o final do ano

Das assessorias

Mais 6,5 toneladas de papel chegaram ao depósito da Gráfica iPrint, em Ponta Grossa/PR, para serem transformadas em cerca de 130 mil livros nos próximos meses. Pelo segundo ano consecutivo, o Grupo BO Paper realizou a doação da matéria-prima utilizada para o miolo dos exemplares ao Instituto Pegaí Leitura Grátis. A empresa é a maior produtora de papéis com fibras termomecânicas de alto rendimento da América Latina e possui unidades fabris em Arapoti e Jaguariaíva.

A partir desta doação, e com o apoio de outras tantos parceiros, patrocinadores e pessoas que doam a nota fiscal sem CPF pelo Programa Nota Paraná, o Pegaí deve se aproximar, no próximo ano, da marca histórica de 500 mil livros disponibilizados para leitura gratuita, tanto nas estantes dispostas em locais públicos, como nos kits de alimentos entregues por escolas, igrejas e instituições integrantes do projeto Alimentando Mentes.

“O incentivo à leitura faz parte do DNA da BO Paper, pois nós, como produtores de papel, acreditamos na força das mídias impressas. Então, apoiar uma iniciativa como o Pegaí por meio da doação de papel nos enche de alegria, porque sabemos que essa matéria-prima será muito bem utilizada, se transformando em livros que chegarão a muitos leitores, em diversas cidades”, conta o gerente de vendas do Grupo BO Paper, Guilherme Mayer.

Transportado de forma voluntária pela Expresso Princesa dos Campos Encomendas, os nove pallets de papel serão armazenados na Gráfica iPrint, parceira do projeto desde seu surgimento. “Antes mesmo de acreditar no Pegaí, nós acreditamos no poder do livro para a transformação social. Portanto, quanto mais gente for engajada nessa causa, maior será o resultado”, defende o diretor da iPrint, Ney Ribas Junior. Foi dele a ideia do Pegaí começar a também imprimir livros, que se somam às doações recebidas. “Na época defendi que era preciso pensar como indústria, para ser mais eficiente. Realizando tiragens próprias, o custo para o livro chegar à mão do leitor é muito mais barato e, assim, conseguimos alcançar muito mais pessoas”, relembra o empresário.

 “Dentro do Pegaí temos uma lógica de funcionamento muito objetiva: cada um ajuda com aquilo que sabe fazer de melhor. Dessa forma, o autor e a editora cedem o direito de impressão, as indústrias doam o papel, a transportadora transporta o papel e os livros, a gráfica imprime, a imprensa divulga nossas ações, as pessoas doam livros e assim por diante. Contar com estas parcerias é fundamental nesse processo, pois possibilita que a gente amplie significativamente o acervo disponibilizado de forma rápida e com qualidade”, destaca o presidente do Instituto Pegaí, Idomar Augusto Cerutti.

Ao todo, o Pegaí já recebeu 13 toneladas de papel BOok Ivory Cold 65g/m² do Grupo BO Paper (que é utilizado no miolo) e 3 toneladas de papelcartão duplex Vitasolid 250g/m² da Papirus Indústria de Papel (usada nas capas). Até o final de 2021, o Pegaí irá imprimir um livro por mês, de autores já selecionados pelo seu Comitê Editorial.

Informações e imagens: Divulgação/Instituto Pegaí

Digiqole ad

Notícias Relacionadas