Igrejas de Irati devem ser inseridas na rota do turismo religioso

 Igrejas de Irati devem ser inseridas na rota do turismo religioso

Ação do Estado quer incentivar visitas à cidade

Das assessorias

Técnicos do setor de Comunicação do governo estadual estiveram em Irati, nesta sexta-feira (12) onde visitaram a Igreja Matriz Nossa Senhora da Luz, a Paróquia Imaculado Coração de Maria/Rito Ucraíno Católico e o monumento de Nossa Senhora das Graças, que é administrado pastoralmente pela Paróquia São Miguel. A equipe esteve também na área rural do município, na Colônia de Equilíbrio Inácio de Loyola. A visita faz parte da campanha de retomada da atividade no Paraná, estruturada pelo Secretaria de Comunicação do Estado.

“O projeto prevê a retomada do Turismo, que com a pandemia ficou suspenso por um bom tempo. Nossa região tem o maior foco no Turismo Religioso de todo o estado em função da grande religiosidade regional, certamente esta realidade tem a ver com as etnias que aqui chegaram. Ano passado participei do Fórum Paranaense de Turismo Religioso, onde apresentei as igrejas e o local da Santa Nossa Senhora das Graças em Irati”, comenta a turismóloga e presidente da Agência de Desenvolvimento das Regiões Sul e Centro Sul do Estado do Paraná, Estela Mara Rosa, que intermediou a visita.

Para o vigário da Paróquia Nossa Senhora da Luz e assessor paroquial da Pastoral da Comunicação, padre Alexandre Spena Regueira, resgatar a história de um provo e a sua cultura não tem como não passar pelo aspecto religioso.  “O aspecto religioso durante muito tempo determinou a caminhada das cidades. Não tem como desvincular um Turismo Cultural do conhecimento de uma região, se você não perpassar pela história e, dentro dessa história, o religioso é de grande importância. Principalmente porque as igrejas eram construídas em primeiro lugar e em torno dela é que surgiam as comunidades. E aqui, para nós, a fé se tem como pertença, como identidade e, sobretudo, como unidade da diversidade de culturas”, explica padre Alexandre.

A terceira fase da campanha de retomada da atividade no Paraná estruturada pelo Governo do Estado terá início em março com duração até agosto. O foco são viagens de curta distância, feitas de carro e dentro do grupo familiar. Até agora foram mapeados 12 mercados emissores (de onde partem os turistas) dentro do Estado.

Informações e imagens: Divulgação/Diocese de Ponta Grossa

Digiqole ad

Notícias Relacionadas