HU promove campanha no Dia Mundial da Higienização das Mãos

 HU promove campanha no Dia Mundial da Higienização das Mãos

 O objetivo é envolver os profissionais, com metodologias ativas, na maior adesão da higienização da mãos por meio da água e sabonete ou álcool 70%

Das assessorias

Ações para maior adesão da higienização das mãos tomaram a semana de todos os setores do Hospital Universitário (HU) e no Hospital Materno-Infantil (Humai) da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG). Em razão do Dia Mundial da Higienização das Mãos, comemorado nesta quarta-feira (5) pela Organização Mundial da Saúde (OMS), o Hospital promove, de 5 a 7 de maio, atividades educativas com as equipes. O objetivo é envolver os profissionais, com metodologias ativas, na maior adesão da higienização da mãos por meio da água e sabonete ou álcool 70%.

A professora do Departamento Enfermagem e Saúde Pública da UEPG e diretora do Núcleo de Epidemiologia, Controle de Infecção Hospitalar e Hotelaria (NUCIH), Maria Dagmar da Rocha Gaspar, ressalta o comprometimento de todas as equipes do HU na adesão da iniciativa. “Estamos há 14 meses como referência no atendimento a pacientes com Covid-19 e o pessoal está cansado. Porém, é perceptível que todas as unidades, por meio dos coordenadores de enfermagem, fizeram atividades bem educativas para alcançar a maior adesão da higienização da mãos”, enaltece.

O NUCIH realiza, mensalmente, o cálculo do consumo de álcool 70% no Hospital. “Percebemos que precisamos aumentar em mais 30% o uso do produto”. A diretora ainda destaca que o uso do álcool em gel e do sabonete precisa ser diário e constante, para que o número de eventos adversos, como as infecções, diminua. “Higienizar as mãos é a medida mais barata e eficaz para prevenir todo e qualquer tipo de infecções, principalmente as relacionadas na assistência a saúde e a causada pelo Sars-Cov-2”.

Para que a ação tenha envolvimento de todos, cada setor ficou responsável por desenvolver uma atividade sobre a promoção da  higienização das mãos. As equipes desenvolveram atividades à sua maneira, como produção de vídeos educativos, murais, distribuição de brindes, placas, folders e até bilhetes na marmita, em alusão ao 5 de maio. Eveline Wille Bayer, enfermeira do controle de infecção hospitalar, explica que a equipe conversou com os coordenadores de cada setor, para que  desenvolvessem um plano de ação que estimulasse a adesão da higienização das mãos. “Sempre buscamos o envolvimento de toda a equipe multiprofissional para lembrar desse ato, que é barato, simples de fazer e salva muitas vidas”. O NUCIH montou uma comissão avaliadora para premiar as cinco melhores iniciativas no Humai e HU. “Vamos fazer um café especial com os premiados e dar um quadro certificado para as melhores atividades. O pessoal ficou super animado e aderiu muito bem. Estamos muito felizes com o engajamento das equipes”.

Ligia Giorgi Nicodemo, enfermeira coordenadora do ambulatório, é uma das profissionais que reuniu a equipe para promover a higienização das mãos de forma criativa. O setor fez uma roleta de brincadeiras com perguntas e distribuição de brindes, distribuiu painéis em pontos estratégicos do setor, produziu um vídeo sobre a importância da higienização, dentre outras atividades. “Tivemos uma adesão muito boa, eles têm muita criatividade. Percebemos que a iniciativa também ajudou muito na união da equipe”, comemora.

A técnica de enfermagem do centro de pediatria cirúrgica do Humai, Jéssica Vieira, ressalta a importância  de atividades de incentivo à higienização das mãos no ambiente hospitalar. “É algo que fazemos diariamente, mas é importante sempre estar lembrando, porque estamos lidando com vidas. Ainda mais se tratando de pacientes da pediatria, que o sistema imunológico é mais frágil. Então intensificamos esses cuidados para não ocasionar um dano maior do que a doença que eles estão tratando”, finaliza.

Informações e imagens: Divulgação/UEPG

Digiqole ad

Notícias Relacionadas