Defesa Civil registrou mais atendimento em janeiro do que nos últimos três anos

 Defesa Civil registrou mais atendimento em janeiro do que nos últimos três anos

Segundo levantamento da SMCSP, somente até o dia 26/01, a Defesa Civil já prestou 35 atendimentos de emergência, número é o maior desde 2018

Das assessorias

A Defesa Civil da Prefeitura de Ponta Grossa, órgão vinculado à Secretaria Municipal de Cidadania e Segurança Pública (SMCSP), superou, nos últimos dias, o número de atendimentos de emergência prestados durante o mês de janeiro nos últimos 3 anos. A informação faz parte de um levantamento realizado pela instituição e que aponta para o acompanhamento de 35 ocorrências causadas pelas chuvas até o dia 26 deste mês. 

Segundo a prefeita Elizabeth Schmidt, o grande volume de chuvas tem sido um dos fatores determinantes no aumento de ocorrências. Em virtude disso, ela destaca a importância de um esforço coordenado entre as equipes do Município para agilizar o atendimento das famílias em situações de risco. “Uma das nossas grandes preocupações é promover o atendimento das famílias da forma mais eficiente e rápida possível, por isso, o trabalho conjunto entre nossas diversas secretarias é essencial”, ressalta a prefeita Elizabeth Schmidt.

De acordo com o coordenador da Defesa Civil, Alessandro de Macedo, somente no dia 15 de janeiro deste ano, 12 situações de alagamento foram atendidas pelas equipes. “O mês de janeiro tem tido um volume atípico de chuvas e isso tem sobrecarregado algumas galerias, ocasionando alagamentos. Para se ter uma ideia, ano passado foram apenas duas ocorrências atendidas durante o mês de janeiro todo, enquanto em 2019 foram 08 atendimentos de emergência e, em 2018, foram 25 no mesmo período”, analisa Macedo. “Com base nessa situação, temos trabalhado em conjunto com as equipes da Secretaria de Serviços Públicos (SSP) e de Meio Ambiente (SMA) para promover a limpeza emergencial de galerias e de arroios, evitando assim a sobrecarga desses locais e o consequente alagamento. Também seguiremos promovendo essas ações nas próximas semanas de forma preventiva e concluiremos um levantamento com os pontos mais sensíveis e indicados para intervenção da Prefeitura”, completa Macedo. 

Informações e imagens: Divulgação/PMPG

Digiqole ad

Notícias Relacionadas