Custa de cesta básica teve queda de 0,84% em dezembro, aponta UEPG

 Custa de cesta básica teve queda de 0,84% em dezembro, aponta UEPG

O item que mais aumentou foi o shampoo com 25,04% e o de maior queda foi o sabonete com 15,65%

Das assessorias


O relatório do custo cesta básica de dezembro, divulgado mensalmente pelo Núcleo de Economia Regional e Políticas Públicas da Universidade Estadual de Ponta Grossa (Nerepp-UEPG), indica queda de 0,84% no mês de dezembro. O item que mais aumentou foi o shampoo com 25,04% e o de maior queda foi o sabonete com 15,65%.

A compra dos 33 produtos que compõem a cesta passou a custar R$657,48 na primeira semana do mês de janeiro de 2021, e desses, 22 subiram, 10 caíram e 1 permaneceu constante.

Segundo o Núcleo, para uma família com renda mensal de um salário mínimo, R$1.045,00, o gasto com uma cesta básica representaria cerca de 62,92% de sua renda, pois a atual renda seria suficiente para adquirir a mesma cesta básica apresentada. Relacionando-se com famílias de dois, três, quatro e cinco salários mínimos, observa-se que, para a aquisição da Cesta Básica, dependeriam respectivamente de 31,46%; 20,97%; 15,73%; e 12,58% de sua renda.

A pesquisa considera o consumo básico de alimentação, higiene e limpeza de famílias com 3 membros em média, com renda de 1 a 5 salários mínimos e residentes em Ponta Grossa. O Índice Cesta Básica (ICB) não deve ser confundido como aferidor de inflação, além de ser exclusivo para representar as compras efetuadas pelo sistema delivery dos supermercados ponta-grossenses. Os dados têm como base serviços de delivery de compras de supermercados locais.

Variações mensais nos grupos analisados

– Grupo Alimentação Geral: teve queda de 0,65%, e dentro deste, a farinha de trigo foi o produto responsável pela maior variação positiva de 5,03% e sendo o arroz o item de maior variação negativa com 5,28%.

– Grupo Hortifrutigranjeiros: com um aumento de 8,64% e dentro deste grupo, o produto de maior variação positiva foi o tomate com 21,79%, e o alho com 9,96% de maior variação negativa.

– Grupo Carne: teve uma queda de 8,46% e dentro deste, a carne de frango apresentou a maior variação positiva de 2,39% e a carne bovina a maior variação negativa com 2,75%.

– Grupo Higiene: com um aumento de 3,90%, e dentro deste, o produto que apresentou a maior variação positiva foi o shampoo com 25,04% e o sabonete a maior variação negativa com 15,65%.

– Grupo Limpeza: teve uma queda de 0,05% e dentro deste, o produto de maior variação positiva foi a água sanitária com 4,82% e o produto de maior variação negativa foi o desinfetante com 4,82%.

Analise das variações mostradas anteriormente

– Grupo que mais aumentou: Hortifrutigranjeiro 8,64%

– Produto de maior elevação: Shampoo 25,04%.

– Grupo de maior queda: Carne -8,46%

– Produto de maior queda: Sabonete -15,65%.

Informações e imagens: Divulgação/UEPG

Digiqole ad

Notícias Relacionadas