ACIPG recebe doação para livro que conta os 100 anos de história da associação

 ACIPG recebe doação para livro que conta os 100 anos de história da associação

Companhia Engie Brasil Energia patrocinou livro que irá resgatar os cem anos da Associação Comercial

Das assessorias

A Associação Comercial, Industrial e Empresarial de Ponta Grossa (ACIPG) recebeu, na última segunda-feira (07) uma doação de R$ 30 mil da Engie Brasil Energia, destinados a financiar parte do livro que irá registrar os cem anos de existência da associação ponta-grossense. 

A doação do cheque simbólico do patrocínio feito pela companhia, que está implementando o Projeto Gralha Azul, de melhoria da oferta e qualidade de energia para a região Centro-Sul do Paraná, ocorreu na sede da ACIPG, reunindo representantes da Engie Brasil e da diretoria da associação. O patrocínio, viabilizado por meio da Lei Rouanet, vai viabilizar os primeiros processos de produção do livro sobre os cem anos de atuação da instituição. “É um prazer muito grande para nós termos uma empresa deste porte instalada aqui em Ponta Grossa, fazendo um trabalho que vai ser bom para o Paraná inteiro. Fica aqui o nosso agradecimento por essa doação, a Associação Comercial fica sempre à disposição para o que precisar, e contem conosco sempre”, disse o presidente da ACIPG, Douglas Fanchin Taques Fonseca. 

Os representantes da Engie reforçaram o compromisso em apoiar medidas voltadas para o desenvolvimento local, não somente com o Projeto Gralha Azul, desenvolvido pela Engie, mas também em parcerias com projetos e instituições como a ACIPG. “A Engie só tem a agradecer, nós viemos implantar e operar aqui por 30 anos então estaremos com vocês por pelo menos todos estes anos. Pretendemos firmar laços verdadeiros, gerar desenvolvimento para a cidade. E apoiar projetos que passam por um registro cultural da cidade para nós tem muito significado e relevância. Somos muito gratos toda vez que temos a oportunidade de participar de projetos como esse”, afirmou Carlo Bruno Lopes do Nascimento, Coordenador Socioambiental e Consultor Jurídico do Sistema de Transmissão Gralha Azul. “A gente sempre busca formar parcerias, dar algum retorno à comunidade e às instituições, que não seja só a nossa obra futura. São formas de dar um retorno previamente, investindo nas comunidades, nas cidades. Ponta Grossa é o coração da nossa obra, é o centro principal, mas temos uma obrigação com o Estado do Paraná e com todas as cidades que a gente passa de dar uma contrapartida, dar um contraponto. Contem conosco, esta é uma parceria que está apenas iniciando, temos muitos anos de parceria pela frente”, complementou Gustavo Poyer, Gerente Local do Sistema de Transmissão Gralha Azul. 

Já os diretores da ACIPG ressaltaram esta sensibilidade da Engie e o comprometimento em se envolver em projetos que ressaltem a cultura e o desenvolvimento local. “Parabenizo e acompanho esse novo olhar da Engie. Hoje em dia as empresas, seja qual porte que for, visam o entorno das suas práticas, e isso é essencial. Hoje o cliente busca estas empresas que tenham estas ações efetivas para a comunidade. Parabéns e muito obrigado”, agradeceu Indianara Prestes Mattar Milleo, diretora de Eventos e Assuntos Culturais da ACIPG. “Queria agradecer à Engie por ter essa sensibilidade de nos apoiar, esta que é uma das principais instituições da cidade, que é a ACIPG”, complementou Wilson Souza de Oliveira, conselheiro da ACIPG. 

O patrocínio viabilizado pela Engie Brasil irá possibilitar a etapa de pesquisa e produção do livro sobre o centenário da ACIPG, e a obra deverá relatar a importância histórica da instituição e o seu envolvimento direto com a cidade Ponta Grossa. “Com esse patrocínio inicial conseguimos iniciar toda a parte de pesquisa e produção do livro, que na verdade é a parte mais demorada, que demanda mais esforços. É bastante representativo para a nossa sociedade, uma história de 100 anos de uma instituição como a Associação Comercial, que tem uma atuação bastante forte e comprometida, desde o início das suas atividades. Justamente esta história, esta atuação e essa representatividade que a gente busca resgatar a partir desse projeto”, explicou a jornalista Alessandra Bucholdz, responsável pela elaboração do livro. “É um prazer estar nesse projeto e tenho certeza que virão muitos outros, sempre em prol do desenvolvimento, da cultura, do esporte, saúde e tudo que possa agregar valores e desenvolvimento para a cidade de Ponta Grossa”, finalizou Carlo Bruno Lopes do Nascimento.

Informações e imagens: Divulgação/ACIPG

Digiqole ad

Notícias Relacionadas